* O Cãozinho Orelhudo...


O CÃOZINHO ORELHUDO

(Hull de La Fuente)


O cãozinho orelhudo

Do vizinho do lado

É gordo e parrudo

Está sempre deitado.



Ele rói um osso

Que não tem nadinha

Pra ele é um colosso

É filé de galinha.



Qualquer desses dias

Eu vou provocá-lo

De sua fantasia

Eu vou desbancá-lo.



Vou dar um presente

Fofinho e carnudo

Pra afiar os dentes

Do cão orelhudo.


Darei uma costela

De boi ou carneiro

Ou então a chinela

Do meu vô padeiro.

2 comentários:

  1. ....rsrsrs, pobre da chinela do Vô... Uma amor essas Sementinhas Chica! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Ficou demais essa poesia da Hull!Muito engraçadinha!Beijos,

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥