* Criança Eterna...


CRIANÇA ETERNA


No meio da garotada,

sou um garoto também,

faço de um pau cavalinho,

de um tijolo faço um trem.



E lá vou eu, upa, upa,

sou um cowboy vencedor,

com os meus sonhos na garupa

de um cavalo corredor.


Largo o cavalo e pego o trem,

que estava estacionado,

e sigo veloz pelo trilho,

um risco no chão traçado.


Sou piloto, cowboy, herói,

e tudo mais que posso ser,

todos deveriam ser crianças...

mesmo depois de crescer.

JBROMANI

Um comentário:

  1. Lindíssima essa poesia do JB!Tambem queria ser criança a vida inteira...aliás adoro seu blog,Chica!Me divirto dando moranguinho ao Muck...acho que não quero crescer!Beijos e parabens aos dois!

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥