* Brilhantino, o sapo russo...

BRILHANTINO O SAPO RUSSO


(Hull de La Fuente)


Brilhantino Tarapofa

Nasceu um dia em Moscou

É um artista com bossa,

Mas da Rússia se mandou.



Ele é muito brilhante,

Colorido, um amor,

Com seu jeito cativante

Vive de tatuar flor.



Alegre e saltitante

Ele abriu um ateliê

Numa rua elegante

Chamada rua Debrê...



Vai pulando Brilhantino,

Enquanto tatua flores

Com seu jeito de menino

E sua pele furta-cores.


Claraluna

4 comentários:

  1. Primeiramente venho agradecer a você meu amigo leitor que está aocmpanhando constantemente o Entrando Numa Fria em sua Materia Maquina do Tempo..é de grande valia saber sua opiniao.muito obrigado.

    Sobre seu Post:

    Excelente historinha do sapinho..hehehe
    ri a toa...
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Chica,deliciosa essa poesia da Clarinha!Ficou linda em seu blog.Quero agradecer seus comentários em meu blog,sempre tão interessantes e divertidos.Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Lindlinda a poesia e o sapo Brilhantimo, mas mesmo ele sendo tão lindinho não me convence. morro de medo de sapo e olha que nasci e me criei a beira da Lagoa, Deve ser trauma ! kkkkkkkkkkk, bjs

    ResponderExcluir
  4. Querida Chica,
    É sempre um prazer ver um texto meu aqui no seu blog. Fico contente quando as pessoas opinam. Beijos, até o próximo trabalho.
    Hull

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥