* Contos de neve e encantar (II)


Cai leve, a neve,

Açúcar em pó,

Lá fora a sebe

Parece filhó.


Menino guloso

Espreita à janela,

Olhar curioso

O nariz congela.


A bola esquecida

No jardim quieto,
Tão apetecida,
Mas fria, decerto!



Mas há tanto tempo

Não há doce assim!,

Polvilho no vento,

Bola de berlim!



Além, passarinhos

Debicam enfeites,

Lindos azevinhos

Em glacê de leite!



E o menino ri,

Olhos cobiçosos,

Boca colibri,
Desejos gostosos!


Tera Sá

2 comentários:

  1. Uma poesia encantadora essa da Tera Sá.Parabens chica,por tão belas mensagens!Beijos,

    ResponderExcluir
  2. Humm...essa neve ai deu vontade de ir pros EUA...hehehe...qm dera ne...heheheate mesmo ai no sul do Brasil...
    e nozes gosto de mais qndo ta em doces....

    brigadao por sempre esta no Entrando...a materia da maçonaria qse pronta;;;ou melhor postei algo no passado sobre demolay..agora vamos aprofundar....

    bjao

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥