* O Sonho do Aviãozinho....




O sonho do aviãozinho



Era um aviãozinho

Lindo lindo a brilhar

Tinha ele um grande sonho

Queria às nuvens chegar

Voar mais alto

E com elas ir brincar



O céu estava lindo

De um azul a resplandecer

E as nuvens tão fofinhas

Cor-de-rosa e branquinhas

Já lá estavam a correr

Em filinhas a fugir

E até se ouvia o riso

De tanto tanto brincar

Subiam e desciam

As vezes se escondiam

E trocavam de lugar.



E o aviãozinho a querer

Ir lá acima brincar

Eh! Aviãozinho

Estás ai a lamentar…

Dizia a passarada

Que tinham a liberdade

Presas nas suas asas

E voavam tão alto

Que às nuvens chegavam.


Mas o triste aviãozinho

Voava muito baixinho

Não as queria distrair

Não subia muito alto

Era um aviãozinho de corda

Daqueles de brincar

Mas o sonho faz voar

E muito alto chegar.



O vento que andava por ali

A soprar ligeirinho

Era um vento fraquinho

Não dava para assustar

Adivinhou o desejo

Daquele aviãozinho

E então deu um jeitinho



Encheu as bochechas de ar

Quase a rebentar

Soprou com força

Soprou…soprou

E tal foi a força

Que o aviãozinho foi cair

De asinhas ao contrário

No meio das nuvens

Que a brincar

Ficaram para ele a olhar

A dona fofa redonda

A mais velha ainda refilou

Porque assustada ficou.

Mas logo se acalmou .



Atrás da surpresa veio o riso


Mas ajudaram o aviãozinho


A ficar direitinho


Para poder voar


Ali no meio das nuvens


Que o estavam a encantar.

Poder então tornar real

O seu sonho

De às nuvens chegar .



E as nuvens buliçosas

Branquinhas e cor-de-rosa

Fofinhas e redondinhas

Com o vento a ajudar

Com o aviãozinho foram brincar

Ao jogo do esconde esconde.



O aviãozinho corria

As nuvenzinhas sorriam

Atrás dele corriam

Trepavam no avião

Mas que grande confusão

E que grande folgaria

Aquele é que foi o dia

De grande contentamento

E com a ajuda do vento

O sonho ficou perfeito.




Ficaram todos amigos

Fartaram-se de brincar

O sol veio avisar

Estava na hora de recolher

O aviãozinho desceu

Mais leve chegou ao chão

Paradinho ficou

O menino que era dono

Nem sequer reparou

No que tinha acontecido

E o vento piscou o olho

Ao aviãozinho agradecido.


De Tetita

http://tetita.prosaeverso.net/visualizar.php?idt=640690

4 comentários:

  1. Oi amiga, peguei carona com seu aviaozinho e cheguei aqui.
    ahaha

    bjs e bom dia

    ResponderExcluir
  2. oi amiga rejane Chica, que lindeza de aviãozinho! Ah! quem me dera ir com ele voar até Natal, Alice ia adorar ver a vovó e os primos e tios,eloa tá fofa demais ! falando pelos cotovelos e agora deu pra viver arrumando os cabelos os dela e os meus kk se puder vote nel no fã clube da brandilli, bjssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Chica,não conhecia essa poetisa!Uma graça de versos!Parabéns!Seu blog está cada dia mais interativo!Bjs,

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga, que fofura de poema... Pensei no lindo conto em que ele poderia se transformar ou até mesmo num livro de estória infantil. Um amor ! Parabéns para a escritora que o produziu e para ti pela publicação. Bjs com gotinhas de poesias.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥