* Os amiguinhos...


Era uma linda tarde de sol .


Zezinho e Aninha foram passear!


Resolveram levar seus cachorrinhos para um parque. Assim todos eles se divirtiriam brincando juntos.E assim foi!


Correram, pularam , brincaram de esconde-esconde...


Brincaram muito e lá pelas tantas, as barriguinhas começaram a roncar, mostrando que estavam com fome.
- Onde estão as cestinhas que trouxemos? Temos quitutes deliciosos nelas.
Vamos logo?
Assim sentaram-se e foram lanchar, enquanto os cachorrinhos pulavam e corriam bem felizes, aproveitando a liberdade.
Aninha pegara um pedaço de bolo e Zezinho estava para dar uma dentada na sua maçã, linda e bem vermelhinha, quando aparece um menininho e perguntou se eles podiam dar um pouco do lanche para ele pois fazia bastante tempo que ele não comia e estava com muita fome.
- Ué, disse Zezinho? Por que você não comeu? A comida da sua casa não estava boa hoje?
- Como assim, respondeu o menino? Pra mim, todas as comidas são boas e quando tem, na minha casa, todos comemos um pouco dela pra cada um.
Somos cinco irmãos e temos que dividir tudo.
Não sobra muito pra cada um de nós. Mas há alguns dias em que nada temos.
Zezinho e Aninha se olharam e ficaram pensando em como e quanto seria triste não ter o que comer e que, enquanto uns, como eles, tem tanto e às vezes até deixam toda a comida no prato e desprezam até guloseimas, outras crianças , iguaizinhas a eles,nada tem.
Pensaram que esse mundo é mesmo estranho e muitas vezes não dá pra compreender.
- Como é seu nome, perguntaram para o menino?
- Me chamo Pedrinho, ele respondeu.
Então, convidaram Pedrinho para sentar ali junto e deram todo o lanche da cesta de Zezinho para ele, que comeu rapidinho, de tanta fome e ainda, o que tinha na cestinha de Aninha, para ele levar para casa e dividir com os irmãos.
Pedrinho comeu tudo, agradeceu e saiu dali correndo, alegre e feliz.
Os dois, apesar de terem ficado sem o lanche, não sentiam mais fome...
Estavam felizes! Tinham uma sensação boa de terem feito um bem a um amiguinho e tinham a certeza que ao chegarem em suas casas haveria muito o que comer.
Porém sabiam também que daquele dia em diante nunca mais teriam coragem de deixar comidas nos pratos, pois perceberam que eram crianças privilegiadas e felizes e que na mesma hora outras tantas, como o Pedrinho nada ou muito pouco tinham.
Naquela noite os dois dormiram como anjos de tão felizes por terem encontrado um amiguinho novo e por terem tido a chance de fazê-lo feliz.
Por isso eles eram mais felizes agora também.
Ser amigo é dividir, é ajudar, é preocupar-se e querer ver o outro bem...Chica

Feliz Dia dos Amigos para todos!

5 comentários:

  1. FELIZ DIA, AMIGA!

    Beijos, flores e estrelas *****

    ResponderExcluir
  2. Um adorável conto infantil querida Chica. Feliz dia do amigo que na verdade é todo dia pois não há data para se exercer a amizade ! Bj.

    ResponderExcluir
  3. Todos os dias deviam ser DIA DOS AMIGOS...

    pois eles que fazem nossa historia...

    por isso eu e em nome do Entrando Numa Fria venho desejar essa amizade que vc vem nos passando a tempos...

    grande abraço

    ResponderExcluir
  4. DI-VI-DIR.
    É o maior desafio nessa coisa de amizade.
    Hoje não consegui brincar porque sei e muito de perto o quanto isto não é ficção, digo, a miséria, e as causas dela.
    Trabalho com "insistência social", por isso.
    Mas logo no início,lendo a história, consegui lembrar do meu amiguinho Manolo.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥