Um lembrete!

Um lembrete!
Vale um lembrete aos pais sempre!!!

* Lição de casa...



Juliete sentou-se numa cadeira de madeira em volta de uma mesa redonda toda enfeitada de desenhos feitos com o corretivo escolar.


Abriu o livro e olhos brilhando seguiu as linhas do texto:


“... a borboleta voou no céu azul...”


Ergueu a vista da página.

A varanda da casa recebendo o sol da manhã...


O vento batendo em seus cabelos cacheados levando-os numa dança das palhas da palmeira a sua frente...


“Olha a palha do coqueiro quando o vento dá.

Olhe o tombo da jangada nas ondas do mar...

Você tem que viver no sertão

Pra na rede aprender embalá

Aprender a bater no pilão

Ver relâmpago no mei dos trovão

Fazer cobra de fogo no ar

Para quando escutar meu baião

Imbalança, imbalança, imbalançar” (Luiz Gonzaga. Imbalança.)...


Uma trepadeira carregada de flores cor-de-rosa no muro da casa...


Borboletas brancas voando no capim verde ainda orvalhado...


(Estava difícil a concentração da menina na lição de casa...)


Iam passando formigas pisando macio carregando folhas e gravetos das plantas.


Uma abelha veio pousar numa crista-de-galo que terminara de desabrochar em pétalas amarelas!...


No alto do pé de acerolas um passarinho cantou:


“Fecha os olhos, Juliete!Aqui é um reino encantado!”


E ela os fechou.... Um aroma preencheu o ar!...


Cheiro de pimenta-do-reino socada ao pilão...


A cebola ardendo no óleo quente na panela...


E a menina a sorrir de olhos fechados, suspirando, abrindo os lábios...


_Juliete! Você já terminou suas tarefas escolares?


_Estou fazendo, tia Tetê

A menina acorda de seu devaneio.

_Vou lhe fazer uma limonada, meu bem!


Sorrindo, a criança olhou o livro. (Não podia viajar tanto na leitura!... Só à noitinha!)


Teresa Cristina flordecaju

13 comentários:

O Árabe disse...

Gostei. Jamais deveríamos perder esse dom de viajar nas asas da imaginação, que é tão próprio da criança! :) Bom resto de semana.

Teresa Cristina flordecaju disse...

Que belo ficou aqui, Chica! Esse teu carinho pela criança é que nos encanta... Bom dia!

Úrsula Avner disse...

Oi Chica, apreciei muito o conto infantil da Teresa... Um mimo ! Bj com gotinhas de poesias.

Andrea Mari disse...

Que delicia passar aqui,sempre volto mais criança de alma...obrigadaaaaaa! a foto esta linda tbm...parabens!

Daniel disse...

Sehr schöne Geschichte.

Danke.

Grüsse Daniel

Anne Lieri disse...

KKKK...Parece a menina voadora fazendo a lição de casa...rsss...amei esse conto da Teresa!Parabéns Chica!Esse blog é show!Bjs,

Menina do mar disse...

Ah Chica, que coisa mais linda que eu encontrei!
És uma caixinha maravilhosa de surpresas!
beijos :)

Elaine Barnes disse...

Adoro vir aqui. Parabéns a Tereza Cristina e pra voce pela escolha. Gosto de cuidar da minha criança e aqui ela está em boas mãos. Detalhe: Creio que entre esse domingo e segub=nda serei avó pela primeira vez! bjs...Queria partilhar isso com você.

Cantinho do Neno disse...

que linda poesia beijos do neno

Lilá(s) disse...

Que conto lindo! saí sentindo-me criança...
Bj

Reino da Fantasia disse...

Quem viajou legal,fui eu!!(rs)Linda demais!bjs

AFRICA EM POESIA disse...

Sempre bonito passar po aqui


Vim responder e agradecer a visita.
Esta semana foi dificil.
Ser professor nesta altura é muito difícil.

Um beijo e o meu baú



O MEU BAÚ...


Meu baú encantado...
Meu baú bem fechado...
Meu baú que ficou lá...
Mas que eu o imagino cá...
.........
No meu baú...
............
Os meus sonhos...
As minhas vestes...
Os meus brincos...
Os meus laçarotes...
As minhas bonecas...
...........
No meu baú...
.........
Os meus beijos...
Os meus desgostos...
As minhas loucuras...
.......
No meu baú...
.......
Fechado a sete chaves...
Eu olho para longe...
E sei que o meu baú...
É também igual...
A uma caixinha de Pandora...
...

E nada mais...
E não o abro...
Porque quero que o sonho...
Continue...
Perdure para sempre...
E nunca se desfaça...

LILI LARANJO

Elisabete Tavares Affonso CRT 44107 disse...

obrigada por tua doce visita, adoro passear em teu blo, lindooooo