* Pontos de Luz



Pontos de luz


Ana Marly de Oliveira Jacobino
No jardim do Bebeto

Pontos de luz

Ziguezagueiam

Pra lá, pra cá, pra lá.

Olhos piscantes

Acordam a madrugada.

A boca da noite

Ri do amanhecer.

Lampejos faiscantes

Ziguezagueiam

Pra lá, pra cá, pra lá.

Entoam hinos ao amor

No jardim do Bebeto

Pontos de luz

Desapareceram!

Mortos pela poluição

Lâmpadas...

Fluorescentes,

Incandescentes...

Tomaram o lugar

Dos pirilampos.

Pontos de luz

Foram engolidos

Na escuridão.


Ana Marly de Oliveira Jacobino

11 comentários:

  1. Jardim de avó.
    Aroma da erva cidreira exalando conforme encostávamos nelas prá passar pelos canteiros.
    Não enxergávamos , era noite e só nos interessavam os pirilampos.
    Fadas.
    Silfos a brincar de enfeitar noites de crianças.

    ResponderExcluir
  2. Agora que você me fez lembrar, faz tempo que não vejo um vagalume...

    Era tão bom quando ele entrava em casa, ficava com tudo escuro para ver ele piscando a luz dele...

    Fique com Deus, menina Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. É. Os vagalumes sumiram.Que bom que a gente guarda a lembrança dentro da gente. Lindo poema. Obrigada pelo carinho no meu blog amiga. Voc~e é pura força e magia. me faz bem. bjão

    ResponderExcluir
  4. olá amiga!

    passando para ver as novidades e te desejar uma ótima semaninha!

    =D

    ResponderExcluir
  5. Oi Chica!
    O seu poema me faz lembrar infância, cheiro de mato, brincadeiras... e todas essas coisas gostosas que só as crianças sabem realmente curtir. Por isso é importante não deixar esse nosso lado morrer. Parabéns pela sua sensibilidade!
    Obrigada pela sua visita ao meu blog.
    Dei risada qdo vc disse da sua irmã procurar príncipes e só encontrar cavalos. Eu acho que agora ela só precisa aprender a domesticá-los...rsrs
    Bjussss

    ResponderExcluir
  6. Que delícia, Chica! Lembranças 1000 tive! Como é bommmmmm estar aqui, ler e sair com um pontinho de luz. Obrigada.


    Carinhoso beijo.

    ResponderExcluir
  7. Lindíssimo texto, os vagalumes estão cada vez mais raros, as luzes das cidades estão ofuscando os ebncantadores pirilampos.
    Abraços
    Parabéns

    ResponderExcluir
  8. Linnnndos "PONTOS DE LUZ "!! Que saudade das noites no campo, onde a Luz maior vinha da lua e os pontinhos de luz dos vagalumes faziam brilhar o céu da infância...Parabéns Chica por nos trazer a Ana Marly , nossa querida amiga. Bj Mel

    ResponderExcluir
  9. fiquei deverás encantada ao ver o"Pontinho de LUZ" pela Carinhosa Chica aqui postado. Será que choro de emoção ou aplaudo a iniciativa de publicar esses seres encantados...Bravo! Obrigada! Ana Marly de Oliveira Jacobino
    Deixo um haikai em agradecimento;

    menino brinca/na caixa de fósforo/
    um vagalume

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥