* Dom Rato, o doceiro...



DOM RATO, O DOCEIRO

(Hull de La Fuente)

Dom Rato de Algodón
Com seu pelo reluzente
Nasceu com o belo dom
De fazer tudo excelente.

No castelo onde vivia
Num buraco da cozinha
Conheceu “duena” Maria
Uma velha e boa ratinha.

Com ela ele aprendeu tudo
Até pra o rei cozinhou
E este deu-lhe estudo
E pra Paris o enviou.

Em Paris, Dom Algodón,
Foi a grande sensação
Pois pode mostrar seu dom
Até pra Napoleão.

Fazia tortas, docinhos,
E sorvetes deliciosos
E dos países vizinhos
Chegavam os curiosos.

Contam até uma certa história
Isto é fato, não é falseta,
Que seus brioches eram a gloria
De Maria Antonieta.


Chegou JOSÉ

Conheceu duena Maria
e ela deu-lhe um beijo
e ele então a todos dizia
que ela cheirava a queijo

Gostava da Maria Antonieta
tinha por ela grande paixão
mas era uma paixão secreta
tinha medo do Napolião

Chega DALINHA

Um ratinho num castelo,
Causa-me admiração.
Sendo ele bem prendado
E pilotando um fogão,

Até eu o contrataria
Junto com dona Maria
Só pra fazer o meu pão.

14 comentários:

  1. Aqui é um lugar mágico para crianças e adultos..esse eu não conhecia...
    Sei que você irá participar, mas quero eixr o convite assim mesmo..rs...

    Olá...venha participar da Blogagem Coletiva em homenagem ao Dia Internacional do Homem, a ser realizada no dia primeiro de abril de 2010.
    Confirme sua presença no blog Verseiro do Elcio (eu)...rsrs...ou no blog Bom, ruim, assim assim do intrépido Wilson Hardy.
    Não deixem de participar, pois a importância da presença de vocês neste evento é a única verdade verdadeiramente verdadeira disso tudo...rsrs
    Vamos rir, brincar e quem quiser pode descer a lenha, chutar o balde, afogar as mágoas, arrebentar a boca do balão...enfim...fiquem a vontade...mas não vamos deixar de brincar e sorrir
    Um abraço na alma...espero você por lá...bjo

    ResponderExcluir
  2. Que poeminha mais fofo...
    Adorei o ratinho chef
    beijinho

    ResponderExcluir
  3. Uma graça de ratinho e de poema!
    Bjkas, muuuitas!

    ResponderExcluir
  4. Hummmmmmmmm que delícia! HAhahaah Logo assim, pela manhã..Tem cafezinho, aí? Rsrs

    Amei, amiga. Aliás acordo e já venho pra cá hahhaah Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Conheceu duena Maria
    e ela deu-lhe um beijo
    e ele então a todos dizia
    que ela cheirava a queijo

    Gostava da Maria Antonieta
    tinha por ela grande paixão
    mas era uma paixão secreta
    tinha medo do Napolião

    um beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  6. Mais que linda essa poesia da Hull!Adoro esse blog!Tem selinho pro Neno e pro Gui no estrelinhas,esqueci de avisá-los!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Que doce este ratinho, e que vontade de parender.rs
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  8. Adorei ir para Paris com dom Rato, quero comer um brioche. Você pode me mandar um brioche aqio para Piracicaba? Obigada

    Ana Marly de OLiveira Jacobino

    ResponderExcluir
  9. Que doce essa história em versos. Acho que nunca comi um broche. Queijo como todo dia! rs... Uma graça amiga,adorei! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi, Chica! Aqui é sempre uma alegria! Como não se encantar nesse teu mundo mágico? Fico é com vontade de ainda ser criança...

    ResponderExcluir
  11. Oi Chica, aqui sempre posso ler poemas de qualidade e beleza poética. Um mimo ! Bj com carinho,

    Úrsula

    ResponderExcluir
  12. Olá Chica,

    Um ratinho num castelo,
    Causa-me admiração.
    Sendo ele bem prendado
    E pilotando um fogão,
    Até eu o contrataria
    Junto com dona Maria
    Só pra fazer o meu pão.

    Beijos,
    Dalinha

    ResponderExcluir
  13. ai que gostoso.. queria um ratinho porreta desses pra mim! kkkk.. adorei! bjo

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥