* A expressão da saudade...


Havia um pé de mamão
Velho e cansado
As chuvas quando vinham
Tentavam alegrá-lo

Porém aos prantos
Chuá, chuá, chuá
Suas folhas largas n’água choravam

Chegava o sol
Tinindo de alegria
Com os braços vermelhos de calor

E de propósito incidia sobre sua copa verde-amarelada
Queria ao menos vê-lo praguejar
De resposta, um dobrar das folhas

“Papaia... vermelhinho
Cor de fogo
Encarnadinho...!”

Um sanhaço-cinza joga
A cantoria no ar

“Mamão... mamãozinho...
Olha aqui um passarinho... “

Uma pausa. Morre-lhe o gorjeio.

Precisamente nesta hora
As folhas da árvore
Iam se vergando ao talo

Um bater de asas triste
Um voo irregular
Como se entortasse o vento

“Ai, meu velho amigo mamoeiro
Demorei a te visitar!”


“Seria um sonho?
A vida ainda vai me deixar encontrar o sanhaço

Aos cânticos em linda melodia
Fiv, fiv, fiuifivi, fiufvii, fiv...
Em que eu balançava minhas folhas ao vento
Nas manhãs de sol?

Ah, achega-te meu passarinho!”


E o mamoeiro maravilha a natureza
Com o coraçãozinho batendo tal em datas menino
Erguendo o corpo para ganhar
A visita do amigo.
Imagem daqui

Chegou JOSÉ
Ele dá uma picadinhas
olhando assim de soslaia
para ver as sementinhas
lá no fundo da papaia

E andam sempre nesta vida
os pobres dos passarinhos
sempre em busca de comida
para levarem aos filhinhos

14 comentários:

  1. que bom que o amigo dele veio visitar ele bjs neno

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Chica!

    Que bonito a " espressão da saudade" nestes versos. Obrigada, amiga.


    Um feliz dia. Beijos, com carinho.

    ResponderExcluir
  3. Ele dá uma picadinhas
    olhando assim de soslaia
    para ver as sementinhas
    lá no fundo da papaia

    E andam sempre nesta vida
    os pobres dos passarinhos
    sempre em busca de comida
    para levarem aos filhinhos

    um beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  4. Passarinho tolo, rs... esse mamãozinho parece uma delícia e ele demorou a visitar o mamoeiro? Uma gracinha de poema. Um bom dia para você! Bjo

    ResponderExcluir
  5. Que passarinho tolo rs... esse mamãozinho parece uma delícia e ele demorou para visitar o mamoeiro? Uma gracinha de poemaTenha um bom dia. Bjos

    ResponderExcluir
  6. Linda e comovente poesia,numa história de amizade!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Mais doce que o próprio mamão. Que coisa linda! Adorei! Abraço grande. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  8. Ah, que amigos mais simpáticos, os teus, Chica!... Uma bela noite... ia esquecendo: Hoje um aluno veio me mostrar um ninho de beija-flor num cajueiro perto da escola... Amanhã vou ver se consigo tirar uma foto sem espantá-lo e te envio a teus netinhos. Um cheiro.

    ResponderExcluir
  9. um beijo e...POESIA



    CONFIANTE


    Uma semana vai...
    Uma semana vem...
    E com ela mais sonhos...
    E vamos aprendendo a sonhar...
    Para podermos viver
    E sentir que a vida é linda
    E tem sempre algo de novo...
    Para podermos sorrir...
    Temos que olhar à nossa volta...
    E estar sempre atentos...
    Pois algo de novo aparece...
    E muitas das vezes...
    Nada esperamos...
    Na corrida da vida...
    Fica pouco tempo...
    Mas quando a felicidade surge...
    É com a mão aberta...
    Que a esperamos...
    E a guardamos!...




    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  10. Que linda cena: muito terna! Amooooo os animais!
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  11. Lindaaaa poesia Chica
    adoreiiiii ... bjinhos Franzzinhah

    ResponderExcluir
  12. Sabe, não só sabias que habitam o mamoeiro, tem outras aves e algumas tão belas...

    Fique com Deus, menina Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Beautiful blog and photos, have a nice day Radka.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥