* Noeminha, a tímida aranhazinha



Noeminha, a tímida aranhazinha


O meu nome é Noeminha,
Sou uma aranha pequenininha,
que gosta de ficar escondidinha.

O meu corpo tem listrinhas,
em tons cinza claro,
com cinza escuro.

O meu esconderijo,
fica bem ali,
pertinho de um muro.

Sou tímida e reservada,
e quando alguém se aproxima,
eu fujo logo apressada.

Só ataco se sentir-me ameaçada,
mas como vivo sozinha,
dificilmente você vai conseguir ver,
a minha carinha.

Hoje deixei-me ser vista,
pois mesmo sendo assim tão envergonhada,
sonho um dia estar,
na capa de uma bela e famosa revista.

Faço minha teia bem devagar,
e se um inseto descuidado,
perto de mim passar,
vai ter muito trabalho,
para poder escapar.

Não gosto do frio,
então fico escondinha,
no meu cantinho quentinho.

Se um solzinho aparecer,
vou dar uma passeada rapidinha,
para ver o que está lá,
no mundo a fora a acontecer.

Até mais amiguinhos,
agora preciso me recolher,
pois os pinguinhos da chuva,
estão começando a aparecer.


Kunti/Elza Ghetti Zerbatto
* Ilustração Neno que fez a timida aranhinha com a carinha vermelha...

24 comentários:

  1. Oi fada Chica, eu estava lendo Chaplin para dar aula sobre ele na segunda feira, e olha amiga vou deixar o texto dele pra vc se divertir.
    A coisa
    mais injusta sobre
    a vida é a maneira como
    ela termina. Eu acho que o
    verdadeiro ciclo da vida está
    todo de trás pra frente. Nós
    deveríamos morrer primeiro,
    nos livrarmos logo disso. Daí
    viver num asilo, até ser chutado
    de lá por estar muito novo. Ganhar
    um relógio de ouro e ir trabalhar. Então
    você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante
    pra aproveitar a aposentadoria. Aí você curte tudo,
    bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a
    faculdade. Você vai para o colégio,
    tem várias namoradas, vira criança,
    não tem responsabilidades, se torna
    um bebezinho de colo, volta pro
    útero da mãe, passa seus
    últimos nove meses de
    vida flutuando. E termina
    tudo com um ótimo orgasmo!
    Não seria perfeito?
    Um mimo o post da aranha.
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  2. Lindinhos, o poema e a ilustração do Neno! Abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Que amor a historinha !
    Adorei a aranha que ele desenhou!
    Ficou muito bonitinha ...
    Beijos,
    Tita

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Chica!
    Gostei de ler Noeminha.hehe..
    Você é linda, além de nos presentear com seus belos textos, nos presenteia também com outros autores.

    Com carinho.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  5. Chica vou te contar uma história curta : o Izaias (meu filhote, queria que uma aranha o picasse para ele virar homem aranha! Demorou para ele acreditar que era só ficção...

    Bom domingo.

    bjs no coração.

    Bia.

    ResponderExcluir
  6. Noeminha está uma graça nesta ilustração! Perfeita! E a carinha vermelha é pela timidez, né? Conhecer a Noeminha foi muito divertido!! Delícia!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. OI!
    Gostei de ler a história dessa aranhinha que quer sair em revista...rs
    Bonita a ilustração.
    BEIJO

    ResponderExcluir
  8. Olá, vim desejar-te um lindo domingo,com uma abençoada semana, deixo também um abraço.

    Meus espaços te esperam com aconchego de amiga.

    http://valvesta.blogspot.com/
    http://hanukkalado.blogspot.com/
    serás bem vinda.

    ResponderExcluir
  9. Lindo Chica, mais um poema gostoso pra relaxar
    Beijosss

    ResponderExcluir
  10. Chica: Nunca vi assim uma aranha tão timida, mas gostei como sempre do teu post, A nossa amiga diz que a coisa mais injusta a forma como a vida termina, será mas eu não acredito, todos nós nascemos e vivemos para Deus, se morremos morremos para Deus, nós apenas somos peregrinos neste mundo a caminho da Pátria Celeste, esta pergrinação pode ser longa ou curta só Deus a que sabe.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  11. Ilustração apropriadíssima para a ternura da historinha.Abração.

    ResponderExcluir
  12. Há aqui um D.Duarte, se houvesse Reis ele seria o rei, casou com uma mulher muito mais nova que ele, a mulher teve uma filha, o Jornalista procurou a ele como é que se ia chamar a menina, ao que ele respondeu
    NO ÉMINHA...

    ResponderExcluir
  13. Tu sabes que adoro ir aqui!
    Uma graça a aranhzinha: o texto e o desenho lindo do Neno!
    Beijocas aos dois!

    ResponderExcluir
  14. Hi! friend, Could you exchange link with my site? it is new, do hope our job will be bether then now if we exchange link together
    Here's mine
    http://khdoc.blogspot.com/

    http://khmergay.nibblebit.com/
    http://amangay.blogspot.com/
    cheer,

    Khdoc news

    ResponderExcluir
  15. Venho felicitá-la pelo aniversário
    do seu blogue. Um bom trabalho que
    tem realizado e que merece os
    meus parabéns.
    Do coração um beijinho/Irene

    ResponderExcluir
  16. Este poema trouxe até mim a memória dum momento que não esqueço: O meu neto Luca e a minha filha Susana, há dois anos, viveram temporariamente, comigo, enquanto procuravam casa aqui em Londres. Apareceu, no teto da minha sala, um pequenino aranhão. Acreditas que, durante algum tempo, ele não deixou que se matasse o dito cujo? Eu sinto repugnância por esses bichinhos, todavia, o meu respeito pelo sentimento da criança, fez-me obedecer à sua vontade. Um belo dia, o aranhãozinho desapareceu (juro que não fui eu!) e tu queres acreditar que chorou tanto que nos comoveu a todos? Naquele momento, se eu tivesse podido desencantar um parecido em qualquer lado, não teria hesitado e colocava-o no teto de minha casa. Ora isso aconteceu mais tarde e foi uma alegria! Talvez não fosse o mesmo, mas ele acreditou que o aranhãozinho tinha estado ausente, em visita aos pais dele.
    Beijinhos, amiga.

    ResponderExcluir
  17. Chica.
    Vim dar uma passada por aqui e adorei teu blog.
    O Neno ficou lindinho.
    Adoro crianças e trabalho com elas, por isso adorei teu cantinho e voltarei mais vezes.
    beijos,
    heli

    ResponderExcluir
  18. Que lindo Chica rs.
    Uma graça,faz as aranhas serem tão graciosas rs.
    Obrigado pela sua visita,gosto muito.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  19. Muito lindinha a ararinha do Neno e a poesia tambem ficou graciosa e uma bela historia!Bjs,

    ResponderExcluir
  20. Chicaaaa!
    Minha cama q anda assim uma teeeia rs!
    Me enrosco nela e da aqueeela preguiça pra sair rsrsr!

    Adorei o desenhinho da aranha!

    Bjão e boa semana pra vc!
    Tks pelo carinho de sempre!

    ResponderExcluir
  21. Ui, que medinho de aranha. Mas Noemia é tão graciosa...

    ResponderExcluir
  22. E tudo é um equilibrio na natureza, nós que acabamos quebrando ele...

    Fique com Deus, menina Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  23. Oi Chica,
    amei a ilustração da tímida aranhazinha. Ela é tão linda ... não tem porque ficar tão envergonhada.

    Muit Obrigada por compartilhar esses poemas.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥