* Metade do Pão-doce



Metade do Pão-doce

Pai estava trabalhando na construção da estrada Pesqueira Arcoverde, e recebia seu salário toda semana.

Não era muito, percebia-se pelo seu semblante meio decepcionado, meio envergonhado, quando apresentava o dinheiro a Mãe. Mesmo pouco, sempre reservava algumas moedinhas para me fazer um agrado, e eu esperava ansiosamente por isso.

Nessa época, na venda de Zé de Zaca tinha uns pães-doces deliciosos, e eu usava minhas moedinhas para comprar um toda semana. Era a continha certa, e eu, como toda criança egoísta, nem esperava chegar em casa para me deliciar. Comia ali mesmo, com receio de que alguém me pedisse um pedaço.

Num desses dias, eu tinha acabado de comprar meu pão-doce, já estava com água na boca, quando percebi que um moleque, um dos mais travessos da turma dos meninos da rua, olhava como que hipnotizado para minha guloseima. Olhar fixo, semblante abobado, e quando percebeu que eu estava reparando, baixou os olhos envergonhado, e passou a fixar-se em seus pés descalços. Senti uma sensação estranha, e sem pensar duas vezes, parti o pão-doce ao meio, dando-lhe uma metade. Ele pegou, rosto corado e um sorriso sem graça. Comemos nossas metades ali mesmo. Depois, mais um sorriso amarelado, e fomos cada um para seu lado.

Naquele dia, a metade do pão-doce me satisfez por completo.


* Trouxe esse lindo conto  do Capitão Anilto ,nessa época em que pensamos no Natal, pra mostrar o quanto pode nos fazer bem DIVIDIR...

Temos tanto, e cada um de vocês, amiguinhos, pode levar essa sementinha de  lembrança daqui... Dividir faz bem e nos deixa melhores.Traz alegria ao coraçãozinho...chica


Chegou José

hoje passei aqui e fiquei emocionado,
porque acho que já vivi uma história destas,
 não sei se fui eu que dividi
o pão, ou se foi o que recebi.
Mas gostei muito deste Pão doce.

Chegou a Soninha

Meu pão doce,saboroso
Eu também vou repartir
Com o meu amiguinho
Que está a me pedir
Com os seus olhinhos "pidões"
Faz doer os corações
Hoje eles vão sorrir!

Chegou Maria Helena

O pão doce dividido
Ganhou efeito especial
Com o ingrediente do amor
Deixou uma lição magistral

Chegou a Majoli

Que linda história querida Chica
Que você compartilhou com a gente
Ensinei aos meus filhos o dom da partilha
Pois assim todo mundo fica contente

Mais vale uma metade de um pão
Do que ver nos olhos do nosso irmão
A tristeza da fome
Só por ele ser um sem-nome

28 comentários:

  1. Passei por aqui para alimentar meu coração de coisas boas. Obrigada!!! Beijos e um ótimo final de semana. Su... que conto mais lindo...

    ResponderExcluir
  2. Que lindo poder dividir. Generosidade e caráter. Eu adoro pao doce. De todo tipo. Pena que não posso comer sempre.
    E ainda bem que não servem nos aviões? Já imaginou? Ainda mais para quem vai na cauda.kskskskskksksksks

    ResponderExcluir
  3. Singelo! Repartir o pão doce... Como vai? Passei, finalmente para espiar o blog e lhe deixar um selinho. Está em meu blog. Espero que goste. Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Lindo!!! Pão, pão doce... fique emocionada pois sei o quanto um gesto, aparentemente, simples pode fazer a diferença.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Penso que a vontade de dividir depende muito da vivência dum momento e não, apenas, do que nos ensinam, quando somos pequeninos.
    Boa 'recolha'. Um lindo texto, Chica.

    ResponderExcluir
  6. hoje passei aqui e fiquei emocionado,
    porque acho que já vivi uma história destas, não sei se fui eu que dividi
    o pão, ou se foi o que recebi.
    Mas gostei muito deste Pão doce.

    um beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  7. Caráter e boa intenção andam juntos.
    Parabéns pela escolha e por mais uma sementinha plantada.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  8. Lindo demais esse conto. Lindo demais!
    Beijo na alma, Chica!

    ResponderExcluir
  9. Pois é amiga, a partilha...por vezes partilhamos muito, outras
    de menos, e muita vez não partilhamos com a/s pessoa/s certas...
    Obrigada por este seu texto.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  10. Nossa... adorei!!
    Isso foi uma verdadeira "comunhão".

    Nos tempos de pensionato, algumas amigas desse "Exílio familiar", dividiram o seu pedaço de pão comigo.
    Esses foram os exemplos mais divinos que vivi.

    Um grande abraço, amiga Chica. Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  11. Uma delícia de texto!Parabéns ao autor e a você por compartilhar.
    Meu pão doce,saboroso
    Eu também vou repartir
    Com o meu amiguinho
    Que está a me pedir
    Com os seus olhinhos "pidões"
    Faz doer os corações
    Hoje eles vão sorrir!

    bjinhos...

    ResponderExcluir
  12. Olá Chica,

    Que belo conto de Natal! Me fez lembrar do meu avó há muitos anos atrás, quando ele recebia sua aposentadoria, pouco dinheiro, mas sempre nos trazia algum mimo!
    Que a magia no Natal toque o coração de muitas pessoas e as façam dividir mais uns com os outros, beijão para você!!!

    ResponderExcluir
  13. Obrigado por ter postado este meu conto. Espero poder contribuir mais no futuro, e obrigado a todos os gentis comentários dos leitores. Fiquei muito feliz.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Adorei sua histórinhas, a do pão é uma graça.
    Obrigado amore pela visita.
    Beijos grande.

    ResponderExcluir
  15. Chica querida!
    Saber dividir é divino!
    Depois do susto de os meus blogs todos terem desaparecido, vim te visitar e te contar meus desejos de Natal:
    Um Desejo de Natal
    Iraima Bagni
    (*Laur@)


    Papai Noel neste Natal eu desejo que a "Paz e a Harmonia" encontre moradia em todos os corações.

    Que a Esperança seja um sentimento constante em cada ser que habita este planeta.

    Desejo que o Amor e a Amizade prevaleça acima de todas as coisas materiais.

    Que as Tristezas ou Mágoas, sejam banidas dos corações,
    dando lugar apenas ao Carinho.

    Que a "Dor do Amor", encontre o remédio em outro Amor.

    Que a "Dor Física", seja amenizada e que Deus esteja ao lado de todos, dando muita força, fé e resignação.

    Que a Solidão seja Extinta, e no seu lugar se instale
    a Amizade Verdadeira, e o Companheirismo.

    Que as pessoas procurem olhar mais a sua "Volta", e não tanto para "Si" mesma.

    Que a Humildade e o Respeito residam na Alma e no Coração de todos. "Que saibamos Amar e Respeitar o Próximo como a nós mesmos".

    Desejo também que meu pedido se realize não só neste Natal,
    mas em todos os dias de nossas vidas!

    Beijocas, muitas!

    Sônia Silvino's Blogs: varios temas & um só coração!

    ResponderExcluir
  16. Esse conto rendeu. Me deu tal vontade de pão doce ontem que até fiz marido comprar. Comi o último pedaço agora! Rá!
    Beijo na alma!

    ResponderExcluir
  17. Sempre temos que dividir , quando o Marco e o Matteo tiverem aqui vou dividir tudo com eles.
    Adorei ! Bjs Neno

    ResponderExcluir
  18. Que bacana esta lição de solidariedade. Deixo meu carinho aqui nesta casa do amor.
    Com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  19. Oláá

    tudo bom?!!

    ADOREIIIIi o Blog,e ja estou seguindo =)

    Que bom que vc gostou do post da PASH no mimochic!!

    quando der da um pulinho no meu cantinho!!!

    http://www.pashloungewear.blogspot.com/

    Vou adorarrr

    bjinhosss

    ResponderExcluir
  20. Dividir é sempre um bálsamo para os corações piedosos. Com isso é bom! Parabéns pela crônica. Abração.

    ResponderExcluir
  21. Dividir-repartir
    Conheço bem essa palavra e não é aleatoriamente.
    Conheço na pratica.
    Nas ruas se adquire essa união.
    Quem tem reparte com quem não tem.
    Com certeza a única banda que ele ficou se abarrotou de amor e por isso ele ficou satisfeito.
    Compartilhar é ato lindo.
    Não se precisa de muito para ser feliz
    Se precisa apenas da maneira certa.
    Foi o que o nosso herói fez.
    Dividiu carinho e recebeu amor.

    Amei querida!
    Muito lindo!!!
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  22. Olá, amiga!

    O pão doce dividido
    Ganhou efeito especial
    Com o ingrediente do amor
    Deixoi uma lição magistral

    Um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  23. Compartilhar poemas e poesias é bom...muito bom, mas compartilhar o alimento é um alimento para a alma...
    Solidariedade deveria ser matéria obrigatória nas escolas...rsss...de onde tirei isso hein...caramba, mas sabe que é uma ótima idéia...eu acho...rs
    Um abraço na alma
    beijo

    ResponderExcluir
  24. Chica,muito linda essa história!Repartir o pão é todo o espírito de Natal que precisamos ensinar a nossas crianças!Bjs,

    ResponderExcluir
  25. Chica,muito linda essa história!Repartir o pão é todo o espírito de Natal que precisamos ensinar a nossas crianças!Bjs,

    ResponderExcluir
  26. OI CHica,
    lindo o texto do Capitão e propício a todas as épocas mas nessa de Natal é bem especial. Dividir faz um bem enorme.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Que linda história querida Chica
    Que você compartilhou com a gente
    Ensinei aos meus filhos o dom da partilha
    Pois assim todo mundo fica contente

    Mais vale uma metade de um pão
    Do que ver nos olhos do nosso irmão
    A tristeza da fome
    Só por ele ser um sem-nome


    Beijos de linda noite.

    ResponderExcluir
  28. Amei em 1º lugar pq conheço o caminho percorrido no conto,fiz várias vezes...Sou filha de Arcoverde e meus filhos também;íamos muito à Pesqueira pois tenho família lá!!!Adorei as lembranças que o conto me trouxe.Deliciosas!!!Obrigada!!!Grande beijo.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥