* Uma cidade sonhada...

Ilustração do Clayotn Angelo, ver AQUI


Na cidade onde moro
tem gente demais para mim

nas ruas por onde ando
ninguém mais sorri pra mim...

Passam todos apressados
em seus carros e buzinas

estão sempre atrasados
pros trabalhos, suas sinas...

Queria morar  num lugar
que fosse tudo pequeninho

pudesse sozinho andar
ir comprar meu sorvetinho.

Com a escola bem pertinho
da casa um só pulinho

sem precisar  de carro andar
tudo a pé ,sempre a caminhar...

Sonhando com uma  tranquila cidade
com tudo pertinho de mim.

Carne, escola,padaria, Ó felicidade,
vida tranquila seria enfim!

Mamãe  feliz poderia estar
e eu na praça com os amiguinhos

depois da escola, pra casa voltar
pelas ruas ,estar seguro pra andar sozinho.

Mas, que pena, não é assim
só me resta  sonhar com a tranquilidade

e encontrar o melhor para mim,
tentar na vida ,achar essa cidade!
chiica

* Chica escreveu  triste com a falta de liberdade das crianças nas cidades, onde não tem naaaaaaaaada pra fazer, não podem estar soltas nem em frente dos prédios, não podem voltar com amiguinhos da escola sozinhos, não podem  andar de bicicleta na calçada...
 
Pobre infância, vive só enclausurada.
 
Assim, nós, pais, avós, temos que estar inventando  programas na natureza, parques fechados, para que não fiquem crianças que tem como atividade apenas joguinhos de computador e coisas eletrônias.
Uma pena!


(((o0))o(((o)))o(((o)))

Chegou José

"Pobre Infância inclausurada"
os dias em frente ao computador
tem quase tudo e não tem nada
das coisas boas que têm valor

24 comentários:

  1. Que diferença esta cidade vertical, que diferença da vila aonde nasci!
    Lá, brincava-se de pião, de bolinha de gude, Pular cela e tantas diversãos de rua.

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Tem toda a razão Chica! Betão e trânsito não combinam com a liberdade, a segurança e a alegria das crianças...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Que delícia de cidade essa. Lembrei da minha infância. Não era perfeito assim, mas certamente era tudo bem mais tranquilo do que agora.

    Saudade...
    Beijo linda escritora.

    ResponderExcluir
  4. Faz tempo que eu não venho brincar no teu blog, está muito lindo.
    Por causa desta falta de liberdade e seguraça que a Tita e o David optaram em morar em Vera Cruz. Lá podem sentar na frente de casa, o Lucas pode brincar tranquilo. Ele está tendo a vida que eu tive por lá.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Chica, é mesmo uma pena que as nossas crianças hoje não possam mais brincar como nós brincávamos!
    Efeito colateral dos tempos modernos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Chica,quanta verdade!A cidade grande tira muito a alegria da infancia!Em cidades pequenas,há menos perigos e ainda se brinca nas ruas...linda poesia e imagem!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. "Pobre Infância inclausurada"
    os dias em frente ao computador
    tem quase tudo e não tem nada
    das coisas boas que têm valor

    Beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  8. Chica, até que enfim achei teu blog, aliás, a Anne deu o link, tentei de outras maneiras, mas não tinha conseguido. É lindo e maravilhoso esse cantinho! Aos poucos vou conhecendo os seguidores dos amigos e criando este elo tão bonito...Esta cidade tão sonhada está tão dificil hoje em dia, mas procuramos diblar, ou seja, imaginar uma. Beijos.
    Ah, vou colocar teu selinho no meu blog, a Anne mandou-me.

    ResponderExcluir
  9. Chica o seu texto com a charge do Clayton Angelo ficou o máximo !!!!!bjcas

    ResponderExcluir
  10. Não vivo numa cidade ideal, mas ela com certeza é bem próxima a um lugar tranquilo para se viver...

    Fique com Deus, menino Chica.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. A minha infância ainda tem cheiro de goiaba no pé...Quem dera pudesse eu espalhá-lo pelos ares ...

    ResponderExcluir
  12. Chica, a cidade grande tira a liberdade de a criança viver solta. Graças a Deus que passei toda a minha infância numa cidade pequenina onde podia correr na rua, subir em árvoore, ter contato com a natureza pura e simples. Bela essa sua cidade sonhada.Abração.

    ResponderExcluir
  13. Sempre sonhei com uma cidade assim.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  14. Criança tem que correr na rua, brinca de pique-esconde, sujar a roupa de terra, brigar e depois fazer as pazes com o coleguinha. Criança que cresce presa em apartamento não é feliz.

    Beijos moça, conhecendo seu blog hoje e me encantando.

    Ja estou seguindo.

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, querida amiga Chica.

    Poder brincar ao ar livre é muito bom. Fazer a grama de tobogam... Voar numa gangorra... subir nas árvores e depois não conseguir descer sozinha, ralando os joelhos, porque a distância sempre parece maior que o tamanho das nossas pernas...

    Esse verso do José é também, lindo!

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  16. Oi Chica.
    Que peninha é mesmo assim, a liberdade da nossa infância ficou só a lembrança e nossa crianças nem imaginam como era, mesmo que falamos, elas não terão noção real, para elas é só história. E nós lamentamos, mas tbm sabemos que faz parte da vida, porque vida é movimento.Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  17. Chica uma cidade assim devia ser uma beleza, minha pequena aldeia, não tem nada haver com a cidade onde vivo, gostei lindo se fosse assim.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  18. Fico muito feliz em ver meu desenho publicado aqui. Principalmente por estar inserido em tão belo texto. Me lembrou minha infância. Parabéns e obrigado! Abraços

    ResponderExcluir
  19. Ok, minha querida! Irei lhe acompanhar também! Disponha sempre! Ótimo Março para você também!! Abraços

    ResponderExcluir
  20. É Chica, a coisa tá feia e o mundo e as pessoas estão ficando cada vez mais impessoais e individualistas...
    Não se vê mais crianças brincando de bola na rua, de péga-péga e de um monte de coisas boas... estão enclausurados dentro de casa diante das telas dos seus computadores e video games.

    ResponderExcluir
  21. Oi Chica!
    É exatamente assim mesmo!
    dá saudades da infância simples e divertida que tive.
    muito belo poetar.
    abraços

    ResponderExcluir
  22. belo poetar numa dura realidade atual!
    saudades da infância!
    abraços Chcia

    ResponderExcluir
  23. Olá Chica,
    Segue minha contribuição,
    Um abraço,
    Dalinha

    Nasci no interior,
    E lá vivi com gosto.
    Correndo pela campina
    Sentindo vento no rosto
    Hoje moro na cidade
    Mas morro de saudade
    Dos bons tempos de menina.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥