♥MINHA BONECA DE CORDAS ♥

MINHA BONECA DE CORDAS

Hull de La Fuente

Tão bonitinha que é
A bonequinha Firmina
Ela só não fica em pé
Pois é de corda, a menina.


Seus cabelos bonitinhos
Feitos de lã amarela
São presos por dois lacinhos,
Que engraçadinha é ela.


Seu corpo é uma almofada
Na forma triangular
Feito de chita estampada
Pra cabeça eu descansar.


Firmina é minha amiga
Eu gosto do seu sorriso
Por mais coisas que eu diga
Dizer mais ainda é preciso.


Quando chego do colégio
Firmina está a me esperar
Isto é um privilégio
Poder com ela brincar.


Minha boneca de corda
Num prego dependurada
Qualquer assunto ela aborda
Firmina é uma parada.

Hull de La Fuente





Chegou Edumanes
Seu vestido tem bolinhas
No cabelo tranças amarelas
Presas com fitas vermelhas
Nos olhos não tem remelas!

Nos pés lindas pantufas
Mesma cor de suas meias
Nas mãos calçadas, luvas
Brinca feliz nas areias!

De corda bonequinha
Até parece verdadeira
Toda, tão bem feitinha
De lã e não de madeira!

Onde estará a mãe dela
Que a fez tão fofinha
Para brincar com ela
Logo mais à tardinha!

Chegou a Maria Luiza

Olha só essa Firmina,
folgada como ela só
De firme ela não tem nada
pois feita de corda ela é

Mas razão ela tem e muita
Pois faz alguém muito feliz
Esse alguém tem a Firmina
Pra brincar e por isso é feliz.

Chegou a Sonia Amorim

Com jeitinho sapeca
levada essa boneca,
faz meu sorriso transparecer,
num rosto ainda a adormecer.
De pano, de cordas, de nylon,
é flexível parece mesmo se mexer,
com vestidinho todo largo,
tem meu abraço apertado,
num rosto massado
do sonho que acabei de ter.

Chegou o Tunin

A dona boneca Firmina,
fofa e boa para apertar,
faz a alegria da menina,
que convida para brincar.

A minha vó materna,
boneca de pano fabricava,
e com jeitinho fraterno,
o brinquedo presenteava.

18 comentários:

  1. Adorei o texto. Parabéns!!!

    Beijo,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir
  2. Seu vestido tem bolinhas
    No cabelo tranças amarelas
    Presas com fitas vermelhas
    Nos olhos não tem remelas!

    Nos pés lindas pantufas
    Mesma cor de suas meias
    Nas mãos calçadas, luvas
    Brinca feliz nas areias!

    De corda bonequinha
    Até parece verdadeira
    Toda, tão bem feitinha
    De lã e não de madeira!

    Onde estará a mãe dela
    Que a fez tão fofinha
    Para brincar com ela
    Logo mais à tardinha!

    Boa quarta-feira,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. Olha só essa Firmina,
    folgada como ela só
    De firme ela não tem nada
    pois feita de corda ela é

    Mas razão ela tem e muita
    Pois faz alguém muito feliz
    Esse alguém tem a Firmina
    Pra brincar e por isso é feliz.


    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Linda boneca que me inspira a escrever...
    Com jeitinho sapeca
    levada essa boneca,
    faz meu sorriso transparecer,
    num rosto ainda a adormecer.
    De pano, de cordas, de nylon,
    é flexível parece mesmo se mexer,
    com vestidinho todo largo,
    tem meu abraço apertado,
    num rosto massado
    do sonho que acebei de ter.

    Linda poesia e com a interação do Edu ficou perfeita, amei, bj

    ResponderExcluir
  5. Tenho essa historinha no blog desde do começo dele, se quiser postar aí para as crianças lerem fique a vontade, bj

    http://escritorauniversoparalelo.blogspot.com.br/2010/10/o-porquinho-tuca-e-tartaruga-tata.html

    ResponderExcluir
  6. Parabéns a todos ,esta bonequinha
    me fez lembrar das minhas bonequinhas
    de pano.Sucesso a todos.Bjus\Flor*To voltando.

    ResponderExcluir
  7. Chica! Lindas, poesia e Firmina. Laura e eu adoramos bonecas de pano. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Que amor chica!

    Bjs. e, tudo de bom pra vc tb!!

    ResponderExcluir
  9. Que gracinha a boneca da Hull!Ótima escolha!Bjs,

    ResponderExcluir
  10. Adorei, Chica!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Minha avó materna gostava de fabricar bonecas e presenteá-las às meninas. Saudades dela.
    Lindo poema, Chica!

    A dona boneca Firmina,
    fofa e boa para apertar,
    faz a alegria da menina,
    que convida para brincar.

    A minha vó materna,
    boneca de pano fabricava,
    e com jeitinho fraterno,
    o brinquedo, presenteava.

    Abração.

    ResponderExcluir
  13. Um destes dias meto as mãos nas agulhas e tento fazer uma ....
    beijos querida

    ResponderExcluir
  14. Oi Chica...

    Te lendo lembrei da minha infancia..
    mamçae cisturava as bonecas e as enchia com arroz...

    saudades..

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Quantas saudades eu sinto
    quando fico ausente por motivos alheio a minha vontade.
    o importante é que essa fase passa tenho esperança
    na renovação ,e certeza de um amanhã com muita alegria ,
    mais beleza com uma visão perfeita desse mundo.
    Precisamos ter esperanças e seguir com certeza
    de grande vitória.
    Serei ousada o suficiente para enfrentar todos os obstaculos
    com fé e esperança .
    Agradeço de coração sua linda amizade tenho certeza
    que tudo voltará ao normal na minha vida.
    Beijos no seu coração.
    Com carinho.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  16. Chiquinha,
    já fui do tempo das bonecas Suzy. Mas agora minha filha de 5 anos brinca com bonecas de pano também, além das Barbie, voltou um pouco isso, e acho legal, pois assim ela valoriza todos tipos de boneca.
    Lindos poemas, pois me lembrei justamente dessas bonecas artesanais.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  17. Chica minha amada.
    Quero trabalhar este maravilhoso poema com os meus pequenos se você permitir é claro.
    Um abraço com carinho e um gostoso cheirinho de bom dia
    Beijokinhas docinhas
    Gracita

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥