♥ Pião...♥





Eu girei o pião,
Você também girou.
Na palma de minha mão,
Ele rodopiou.


Roda pião, roda.
Nunca deixe de rodar.
Jamais saia de moda
Pela emoção do brincar.


É belo vê-lo dançar,
No rodar sem parar.
Quando a força começa a esgotar,
Ele para pra descansar.


O pião a movimentar,
Ativa a imaginação
Da criança que ao olhar,
Guarda-o no coração.


No recreio da escola
Era disputado o pião.
Aquele brinquedo que rola,
Em gostosa competição.


Ainda tenho na lembrança
Toda aquela sensação.
Da sadia festança,
Ao rodar do pião.



imagem do google.



Chegou a Majoli

Lá em casa disputa sempre havia
Quando estávamos com o pião
Era momento de muita alegria
Quando rodávamos o pião na mão

Quem deixasse o pião cair
Para o final da fila ia
O gostoso era competir
Sempre em pura harmonia

Eu era a mais esquentadinha
Gostava de ir lá pro final não
Ia toda emburradinha
Queria ganhar na disputa do pião

Mas nem sempre podemos ganhar
Só com o tempo eu aprendi
E agora com meus filhos a disputar
Perco muito, mas vivo a sorrir

Chegou Edumanes

Eu vi o pião
No chão a rodopiar
Apanhei-o com mão
Depois de ele parar!

No pião enrolei
O cordel com a mão
E ao chão o lancei
E levei um esticão!

Era da criançada
Divertida brincadeira
Por isso sempre andava
O pião na algibeira!

Cada um apresentava
Com orgulho o seu pião
Com arde se lançava
E a rodar se via no chão!

Se organizavam campeonatos
Com o jogo do pião
Entre uns e outros
Saia o vencedor campeão!

Vê-los a dançar
Muito tempo no chão
E a gente a olhar
Era muita a emoção!


Voltou Edumanes
Voltando ao pião
No topo a carapinha
O corpo em forma de coração
Ao fundo tinha
Um bico de metal
O cordel fixava
Na carapinha afinal
Até ao bico
Sobre o corpo se enrolava
E só depois de conferido
Ao chão se lançava.
Bem lançado o pião
muito tempo ele rodava
Era tanta a emoção
Que a garotada
A olhar para o pião
À escola chegava atrasada
E levava com a régua na mão
Por são saber a tabuada!

Chegou a Maria Luiza!

Quanta coisa boa
Quanta coisa linda
Ali atrás eu perdi,
Mas hoje não perco não
por causa desse pião

Tunim, Majoli e Edumanes
Vieram brincar também
mas o que eles não sabiam
É que sei brincar também

Tunim, moço poeta
Guarda no seu coração
A disputa tão famosa
Do rodar de um pião!

Majoli, esquentadinha
Corria ao final da fila
Mas não ia emburradinha
Pois era o que ela mais queria
Para ter o pião
Mais vezes em sua mão

Edumanes brincou tanto
Que a tabuada não aprendeu
E por conta disso
Reguadas na mão lhe rendeu

E o pião me deixou na mão
Pois a roupa me espera,
Os pratos na pia estão
Bem feito, pela sua intromissão

E para você lá vai o meu beijão!

Voltou Edumanes


Maria Luísa escreveu
Foi tanta inspiração
Da roupa se esqueceu
Por causa do pião!

E os pratos na pia
Porque seria então
Eu a aconselharia
A ter mais atenção!

Fala de Tunim, Majoli e Edumanes
Um deles poeta de profissão
Comigo não te enganes
Eu te vencerei no jogo do pião?

Diz que eu não sabia a tabuada
Mas para compensar manda um beijão
Sempre é melhor do que nada
Maria Luísa eu te agradeço do meu coração.

Não te possa dar nada
Dou-te a penas razão
Divertida brincadeira da pequenada
Era o jogo do pião!

Eu te mando a um abração
Mas pouco apertado
Junto um perto de mão
E o meu sincero obrigado!


Chegou o Antonio Rubilar

Eita tempo bom
Do inesquecível pião...
Que saudade, de um tempo bom
Mesmo estando no Japão..

O pião do amigo Tunin
Faz a gente recordar
Me lembro que ia dormir
Já pensando em acordar..

Hoje é tudo diferente
Não tem pião a girar
Crianças hoje se isolam
E os games é o que há...

23 comentários:

  1. Quando li Pião, pensei será que é o que o Tunin fez?
    Ulálá, acertei.
    Queria acertar em outras coisas também, tipo mega sena, etc e tal...rsrs.
    Bem, agora vamos ao pião..ahnnnnn.

    Lá em casa disputa sempre havia
    Quando estávamos com o pião
    Era momento de muita alegria
    Quando rodávamos o pião na mão

    Quem deixasse o pião cair
    Para o final da fila ia
    O gostoso era competir
    Sempre em pura harmonia

    Eu era a mais esquentadinha
    Gostava de ir lá pro final não
    Ia toda emburradinha
    Queria ganhar na disputa do pião

    Mas nem sempre podemos ganhar
    Só com o tempo eu aprendi
    E agora com meus filhos a disputar
    Perco muito, mas vivo a sorrir


    Beijos Chica querida.

    ResponderExcluir
  2. Ou querida
    Lembrei que ganhos um pião de Madeira preciso encontrar. Os meninos gostaram muito de brincar.
    Tudo bem por aí?
    Bj
    Grande

    ResponderExcluir
  3. Eu vi o pião
    No chão a rodopiar
    Apanhei-o com mão
    Depois de ele parar!

    No pião enrolei
    O cordel com a mão
    E ao chão o lancei
    E levei um esticão!

    Era da criançada
    Divertida brincadeira
    Por isso sempre andava
    O pião na algibeira!

    Cada um apresentava
    Com orgulho o seu pião
    Com arde se lançava
    E a rodar se via no chão!

    Se organizavam campeonatos
    Com o jogo do pião
    Entre uns e outros
    Saia o vencedor campeão!

    Vê-los a dançar
    Muito tempo no chão
    E a gente a olhar
    Era muita a emoção!

    Boa quinta-feira para você,
    amiga Chica. Só os rapazes é que jogavam, as meninas não participavam. Diziam que era jogo para rapazes!

    Um abraço
    Eduardo.












    ResponderExcluir
  4. Amei!!!

    Vou dar um pulinho lá no Tunin.

    Beijos Minha Querida
    Andrea

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Flor do dia!
    Chica amiga querida,obrigada
    pelo carinho ARTESANATOS EM TRICO!
    Lindo ver o pião rodar,quando
    pequena,ver os meninos a brincar...
    beijos no core de cada um de vocês!

    ResponderExcluir
  6. Voltando ao pião
    No topo a carapinha
    O corpo em forma de coração
    Ao fundo tinha
    Um bico de metal
    O cordel fixava
    Na carapinha afinal
    Até ao bico
    Sobre o corpo se enrolava
    E só depois de conferido
    Ao chão se lançava.
    Bem lançado o pião
    muito tempo ele rodava
    Era tanta a emoção
    Que a garotada
    A olhar para o pião
    À escola chegava atrasada
    E levava com a régua na mão
    Por são saber a tabuada!

    Boa quinta-feira para você,amiga Chica. É verdade, que a garotada por não saber a tabuada levava reguada.
    Eu não as levei porque, infelizmente, não frequentei a escola diurna, como comecei a trabalhar muito novo, só tive direito a frequentar a escola nocturna, para aprender o que sei hoje.
    Não é muito, mas é o suficiente para ir escrevendo algumas palavras,
    tentando evitar alguns erros!

    Um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  7. Chica! Eu brinquei muito de peão! Laura esteve com um há pouco tempo, mas ficava nervosa quando não conseguia fazê-lo rodopiar!! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Quanta coisa boa
    Quanta coisa linda
    Ali atrás eu perdi,
    Mas hoje não perco não
    por causa desse pião

    Tunim, Majoli e Edumanes
    Vieram brincar também
    mas o que eles não sabiam
    É que sei brincar também

    Tunim, moço poeta
    Guarda no seu coração
    A disputa tão famosa
    Do rodar de um pião!

    Majoli, esquentadinha
    Corria ao final da fila
    Mas não ia emburradinha
    Pois era o que ela mais queria
    Para ter o pião
    Mais vezes em sua mão

    Edumanes brincou tanto
    Que a tabuada não aprendeu
    E por conta disso
    Reguadas na mão lhe rendeu

    E o pião me deixou na mão
    Pois a roupa me espera,
    Os pratos na pia estão
    Bem feito, pela sua intromissão

    E para você lá vai o meu beijão!

    ResponderExcluir
  9. Chica,esse pião do Tunin ficou muito lindo!Gosto demais das poesias infantis dele!Obrigada de novo por me lembrar de postar o link lá no Bloinques!...rss...bjs,

    ResponderExcluir
  10. Chica, essa poesia do Tunin é linda!Adorei!!
    Bjss
    Amara

    ResponderExcluir
  11. Quase me senti ajoelhar para fazer o pião girar na minha mão.
    Senti saudades desses tempos.
    Bom momento!

    ResponderExcluir
  12. Oi Chica,

    Que bela poesia e que pena que hoje em dia não encontramos esse tipo de brincadeira entre as crianças. Quando era criança brincava muitooo com meu irmãos e só ficaram as boas lembranças!!!

    Beijinhos e até mais!

    ResponderExcluir
  13. Minha amiga não repara a demora, tive recaída por dias, hoje pouco melhor, cá estou, lendo esta delícia de poema do Tunim e percebendo a coincidência fiz um poema sobre o pião e programei para dia 19 eu acho, parece que a ideia todo mundo tem ao mesmo tempo, acho incrível, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  14. humm eu amava pião, e atpe hoje jogo, apesar de todos sairem correndo rsss abraço

    ResponderExcluir
  15. Ol´Chica!
    Muito obrigada querida por ter votado no pequeno Guilherme, se deus quiser ele vencerá.
    Adorei a poesia, como eu gostava de rodar o pião, que saudades deu...será que ainda consigo?
    rsrsr
    Vou comprar um na feira amanhã e vou tentar aqui no quintal...rsrsrs
    Beijos no coração e lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  16. ¸.•°`♥✿彡✿♥`°•.¸
     ┊  ┊  ✿
     ┊  ✿
     ✿

    Bom fim de semana!!!
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  17. Maria Luísa escreveu
    Foi tanta inspiração
    Da roupa se esqueceu
    Por causa do pião!

    E os pratos na pia
    Porque seria então
    Eu a aconselharia
    A ter mais atenção!

    Fala de Tunim, Majoli e Edumanes
    Um deles poeta de profissão
    Comigo não te enganes
    Eu te vencerei no jogo do pião?

    Diz que eu não sabia a tabuada
    Mas para compensar manda um beijão
    Sempre é melhor do que nada
    Maria Luísa eu te agradeço do meu coração.

    Não te possa dar nada
    Dou-te a penas razão
    Divertida brincadeira da pequenada
    Era o jogo do pião!

    Eu te mando a um abração
    Mas pouco apertado
    Junto um perto de mão
    E o meu sincero obrigado!

    Boa noite e bons sonhos
    beijos e abraço.
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  18. Gosto dessa poesia do Tunin e de pião também!
    Pedro

    ResponderExcluir
  19. Que legal o Edu! Obrigada! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  20. Eita tempo bom
    Do inesquecível pião...
    Que saudade, de um tempo bom
    Mesmo estando no Japão..

    O pião do amigo Tunin
    Faz a gente recordar
    Me lembro que ia dormir
    Já pensando em acordar..

    Hoje é tudo diferente
    Não tem pião a girar
    Crianças hoje se isolam
    E os games é o que há...

    Amiga Chica! Os versos do pião de nosso amigo Tunin, me fazem recordar do meu tempo de criança.Da bola,de quebrar vidraça,da pipa,da bolinha de gude, do esconde-esconde,cabra-cega,bandeirinha e tantas e tantas outras brincadeiras que o progresso todo varreu pro esquecimento. E lhe digo, sou muito feliz por ter tido minha infância com todas essas brincadeiras que hoje a molecada nem sabe que existiram. Um grande abraço pra vc e os seus,bom fds.Bjs, Rubi.

    ResponderExcluir
  21. Obrigado, Chica, obrigado a todos os seus seguidores que leram a poesia e lembraram positivamente de suas infâncias.Eu brinquei, brinquei e sou feliz por isso.
    Lindos os repentistas Maria Luíza e Edumanes. Um interação única.
    Mais uma vez obrigado pelo seu carinho para com os meus simples escritos.
    Abração.

    ResponderExcluir
  22. OI Chica, me lembrou da minha alegria em jogar pião quando eu era crinança.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Chica
    Mais uma linda interação. Me fez lembrar de Roda pião de Chico.

    Parabéns a todos os poetas

    Beijos

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥