♥DIÁLOGO ENTRE O SOL E A LUA ♥



DIÁLOGO ENTRE O SOL E A LUA

There Válio


             O Sol e a Lua sempre se respeitaram. Quando o Sol terminava sua tarefa diária de aquecer a terra a Lua vinha para cumprir sua missão de clarear a noite. E assim vinham fazendo sempre em harmonia. Nos dias de chuva, o Sol aproveitava para dar um pequeno descanso, como também a Lua tinha seus dias em que mudava suas fases e produzia menos brilho. Nessas noites as estrelas apareciam e o céu ficava muito bonito, pois as estrelas tinham um brilho próprio que parecia que o céu estava cheio de lanterninhas brilhantes.
Certo dia o Sol se esquentou muito e começou a reclamar que a Terra não estava colaborando com a Mãe Natureza. Que o calor que ele sempre enviou para a Terra, estava se misturando com gases poluentes e produzindo o efeito estufa. Esclareceu sobre os raios solares que ele sempre produziu, e que era benéfico para as plantas e todos os seres vivos da Terra estava tendo o efeito contrário, isto é, trazendo malefícios mais que benefícios.
A Lua por sua vez, disse para o Sol:
- Comigo está tudo bem, eu ilumino as noites de lua cheia e nas outras, as estrelas me auxiliam e não tenho problemas.
Então o Sol retrucou:
- Amiga e companheira Lua, se o meu trabalho for prejudicado, o seu também será, não se esqueça que quem fornece mais luz e calor sou eu. Se minha luminosidade for prejudicada, a sua também será. Lembre-se que se você perder seu brilho será esquecida, pois os apaixonados e poetas se inspiram na sua beleza para criar seus versos e canções de amor.
A Lua refletiu e ficou triste, pois o mestre Sol tinha razão. Se ela perdesse seu brilho, sua beleza e encanto desapareceriam e seria apenas um planeta sem brilho no universo.

Ficou imaginando o que poderia ser feito e teve a seguinte idéia:

- Vou ficar mais bela e inspirar os poetas para que em seus versos se deixem levar pelo amor. Amor a natureza e respeito a todos os seres vivos que habitam no Planeta Terra. Despertar a consciência das pessoas de que deve preservar esse Planeta e tudo o que nele foi criado, para o bem de toda a humanidade.

-Ensinar às crianças que não devem maltratar os animais. Ter o dever de preservar o meio ambiente, não jogar lixo em qualquer lugar. Não poluir os rios, nem fazer queimadas e devastar a floresta. Proteger as matas ciliares e sua nascente de água, para os rios não secarem, evitando assim a morte dos peixes existentes e que alimentam tantas famílias. As crianças e jovens serão os adultos de amanhã, e devem aprender que esta terra tão bonita, de imensas riquezas e vida abundante foi dádiva de Deus para todos nós.

- As pessoas que devastam o Planeta devem ter a consciência de que estão matando sua própria vida e a de seus descendentes. Infelizmente a ganância e a ignorância, substituem o raciocínio lógico do ser humano.

E a lua concluiu:

- Vou iluminar a mente dos poetas e das pessoas de bem, para que essa mensagem seja divulgada e levada para todo o Planeta.
- Essa é a grande chance de recuperação do Planeta Terra, então, eu Lua, e o Mestre Sol, faremos nossa parte com equilíbrio e harmonia, fazendo com que a natureza volte a ter o ar puro, o clima ameno e a beleza que fez deste Planeta o mais perfeito dentre todos.

There Válio


Chegou Edumanes


Diálogo entre a lua e o sol
Dois habitantes do céu
Linda é, amarela a flor do girassol
Verde é o seu chapéu!

O sol aquece, a lua não
A terra durante o dia
Mais quente durante o verão
A lua ilumina a noite quente e fria!

Cada qual tem sua missão
Em guerra não devem entrar
O sol dourado a lua não
Por isso devem dialogar!

Para encontrar a solução
E vizinhos continuar
O sol ilumina dia, a lua não
Prateada a lua, a noite iluminar!

Cada um segue o seu caminho
Sem o caminho do outro interromper
O sol por ser mais quentinho
Deve com o seu calor a lua aquecer!

Se a lua ama o sol
O sol deve a lua amar
Na erva anda o caracol
De noite e dia a pastar!

A lua envergonhada
Na noite escura aparece
Vaidosa...prateada
Chega o sol desaparece!

No céu escondida
Durante o dia permanece
Chega a noite divertida
O sol triste desaparece!


Chegou a Ana Marly

Torre de Babel_ 
Ana Marly de Oliveira Jacobino


Sol e lua se encontram lá no espaço,
Confabulam o futuro do planeta Terra
Procuram pelo herói: homem de aço!
Para salvar as arvores da motosserra.

Super-homem ouve o grito de socorro
Como um foguete de propulsão a jato,
Pede ajuda para seu super-herói Zorro
E a boneca Emília, heroína de Lobato!

Força tarefa para salvar o planeta Terra
Da ganância feia de um bicho tão cruel
Movido pelo ódio em sangrenta guerra,
Morte ao diálogo nesta Torre de Babel!

18 comentários:

  1. Lindo texto!
    Parabéns a autora e a ti pela postagem.
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  2. Adorei!!!
    Tomara que as pessoas percebam que estão matando a si mesmos!!!
    Bjs do Neno

    ResponderExcluir
  3. Amei Chica!
    Que Bom que você voltou

    Beijos no seu Coração e uma Linda Semana
    Andrea

    ResponderExcluir
  4. Diálogo entre a lua e o sol
    Dois habitantes do céu
    Linda é, amarela a flor do girassol
    Verde é o seu chapéu!

    O sol aquece, a lua não
    A terra durante o dia
    Mais quente durante o verão
    A lua ilumina a noite quente e fria!

    Cada qual tem sua missão
    Em guerra não devem entrar
    O sol dourado a lua não
    Por isso devem dialogar!

    Para encontrar a solução
    E vizinhos continuar
    O sol ilumina dia, a lua não
    Prateada a lua, a noite iluminar!

    Cada um segue o seu caminho
    Sem o caminho do outro interromper
    O sol por ser mais quentinho
    Deve com o seu calor a lua aquecer!

    Se a lua ama o sol
    O sol deve a lua amar
    Na erva anda o caracol
    De noite e dia a pastar!

    A lua envergonhada
    Na noite escura aparece
    Vaidosa...prateada
    Chega o sol desaparece!

    No céu escondida
    Durante o dia permanece
    Chega a noite divertida
    O sol triste desaparece!

    Boa terça-feira para você,
    amiga Chica, um abra...ção,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  5. Chica,muito importante esse diálogo e seria bom se todos os homens tivessem essa consciencia.Texto bem explicativo pra crianças e adultos tb!bjs,

    ResponderExcluir
  6. Linda e importante, a sua mensagem. Mas será que os poetas compreenderão a Lua e será que a humanidade ouvirá os poetas?
    Esperemos que sim!
    Um beijinho e uma doce semana
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  7. ahhh adorei , isso mesmo que quis dizer naquele meu ultimo post, as pessoas tem que andar juntas, precisam umas da outras, se completam, se ajudam, bjosssss
    Paty Alves

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde querida Chica!!!
    Menina esses diálogos da Lua e do Sol estão na previsão para contar e trabalhar com meus alunos.
    Já está borbulhando algumas ídéias...quando fizer posto. Espero ser ainda neste semestre. Aguarde...
    E muito obrigada por votar nos desenhos de meus filhos. Deus abençoe!!!
    Tenha dias felizes...
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  9. Seria muito bom que as pessoas tivessem conciência do mal que está sendo feito pro planete Terra, tomara que as crianças cresçam com garra para encarar o futuro e possam mudar o destino da Terra.
    Tava com saudades Chica, obrigada pelas suas visitas.
    BJUX

    ResponderExcluir
  10. Chica! Aqui encontramos vida através dessa riqueza de palavras. Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Querida Rejane Chica, é sempre uma honra e alegria ter meus textos postados nesse pedacinho encantado da Sementinhas.
    Bjos e obrigada.

    There

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Chica!
    Bela estorinha e poema do Edu.

    Ótima forma de contar pras crianças dos malefícios da poluição e desrespeito ao planeta.
    Quisera eu que todos tivessem essa consciência e passassem isso pros seus pequenos. O mundo estaria muito melhor.

    Um abração e lindo dia.

    ResponderExcluir
  13. Que genial esse conto! Fiquei meditando enquanto lia sobre a luz e o escurinho, que um não existe sem o outro! não é mesmo? abraços

    ResponderExcluir
  14. Chica voltei para uma interação e agradecer a sua visita lá na Agenda:
    Torre de Babel_ Ana Marly de Oliveira Jacobino


    Sol e lua se encontram lá no espaço,
    Confabulam o futuro do planeta Terra
    Procuram pelo herói: homem de aço!
    Para salvar as arvores da motosserra.

    Super-homem ouve o grito de socorro
    Como um foguete de propulsão a jato,
    Pede ajuda para seu super-herói Zorro
    E a boneca Emília, heroína de Lobato!

    Força tarefa para salvar o planeta Terra
    Da ganância feia de um bicho tão cruel
    Movido pelo ódio em sangrenta guerra,
    Morte ao diálogo nesta Torre de Babel!

    ResponderExcluir
  15. Chica, belíssimo texto! Parabéns para você e para o autor!!
    Vou ler para Pedro amanhã!!
    Beijinhos
    Pedro e Amara

    ResponderExcluir
  16. Obrigada por compartilhar esse texto!! Ele é de uma singeleza sem igual! E toca na nossa responsabilidade no cuidado com a mãe Gaia. Beijus,

    ResponderExcluir
  17. Chica valeu a publicação da interação com a bonita crônica de There V´lio. CaipiracicabANA Marly de Oliveira Jacobino

    ResponderExcluir
  18. A Milu e a Claudete te mandaram um Super Beijo
    e eu também
    Andrea

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥