♥ Um dia feliz ♥


Gracita



Chiquinho e Clarinha moram no interior numa casinha pequenina. Ao lado da casa passa um pequenino riacho. É neste lugar carregado de murmúrios que eles passam a maior parte do dia a brincar com os peixinhos que ali moram.

Certa manhã a mãe das crianças disse que tinha uma surpresa. Os olhinhos dos dois brilharam de excitação. Clarinha muito afoita pede com impaciência:

_ Por favor mamãe, conte logo! Estou tendo comichão de tanta curiosidade. A mãe ri das palavras da filha e diz:

_ Vamos visitar a vovó. Arrumem suas coisas com cuidado e não se esqueçam de colocar suas roupas de banho.

Os dois saíram em disparada para o quarto. Era um abrir e fechar de gavetas à procura das melhores roupas. Felizes e afogueados conseguiram acomodar as roupas na mochila. A mãe avisou:

_ Hoje você vão dormir mais cedo. Vamos viajar muito cedo. O Guarujá fica muito longe daqui.

Já no ônibus as crianças sorriam e batiam palmas. A felicidade deles contagiava a todos dentro do ônibus. Em cada parada na estrada a mãe compra-lhes um lanche que eles devoravam com prazer .

A viagem transcorreu na maior alegria. Enfim chegaram! Cumprimentaram a vovó e pediram para ir à praia.
A vovó organizou vários apetrechos e deu-lhes para que pudessem brincar. Atravessaram a rua arborizada numa correria louca. Ao ver a areia dourada eles nem sequer se lembraram das roupas de banho. Se jogaram na areia e deixaram a imaginação fluir.

Castelos de areia foram surgindo das mãozinhas hábeis daqueles pequenos artesãos. Os olhinhos brilhavam ao ver as ondas quebrando na areia da praia. Cada vez que o castelo era destruído pelas águas eles erguiam outro ainda mais bonito e majestoso. 

No final da manhã já cansados de brincar resolveram tomar um gostoso banho de mar. A água salgada escorria pelos olhos fazendo-os arder. Mas nada tirava o prazer de estar naquele lugar paradisíaco.

O dia passou rapidamente e com o sol beijando as ondas despediram-se do mar prometendo voltar na manhã seguinte. Cansados mas felizes saborearam um delicioso jantar preparado pela vovó e foram para a caminha descansar. Adormeceram sorrindo imaginando as delícias que os aguardava.

Gracita

8 comentários:

  1. Nada mais doce do que uns dias com os avós e próximos da natureza.
    Linda história.
    Um abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  2. Que linda a história da Gracita!Foi bom demais reler aqui no Sementinhas.bjs,

    ResponderExcluir
  3. Oi Chica
    Lindo conto poético.
    Parabéns para a autora e por você nos presentearcom tamanha maravilha.
    Um beijo
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. Boa amiga!
    Obrigada por trazer a minha historia pra cá. Estou honrada e feliz com sua generosidade.
    O seu carinho e gentileza me deixou emocionada. Obrigada amiga
    Beijos com ternura
    Gracita

    ResponderExcluir
  5. Que lindo Chica,

    Uma bela história que retrata muito bem a alegria que as crianças sentem em fazer algo diferente!

    Amei!

    Beijos e um ótimo fim de semana!!

    ResponderExcluir
  6. Chica! Sempre me encanta as poesias da Gracita, mas esse conto eu não conhecia. Gostei do embalo da infância. Beijo e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  7. Chica, que linda essa história da Gracita!A casa da vovó é bom demais!!
    Beijinhos
    Pedro

    ResponderExcluir
  8. Chica

    Uma graça a história da Gracita.
    Até eu dico como a Clarinha e o Chiquinho: Com olhos brilhando de alegria quando falamos em ir á praia.

    Bjs.

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥