♥ A CORUJINHA ♥

Imagem daqui

No pátio do colégio apareceu,
Uma corujinha igrejeira.
O grupo se enterneceu,
Pelo modo simples da faceira.


Seu olhar observador,
Parecia displicente.
Quando o povo curtidor,
Fazia-lhe festa, bem contente.


É o símbolo da sabedoria.
Disseram os gregos sobre a ave,
Boa inspiração os teve um dia,
A habitante do oco da árvore.


Representa o saber filosófico,
A teoria pura, a ciência abstrata.
O homem, às vezes, não é lógico,
Rasga a noite, e não nos maltrata.


Da noite, é a senhora,
Enxerga bem no escuro,
Onde o sujeito natural não explora,
O problema diário obscuro.


Uns a chamam de azarenta,
Por seu piar e esvoaçar.
Porém o azar não lhe aguenta,
É pura crendice popular.


O macho da fêmea se aproxima,
Nas garras, uma presa traz.
Se ela, com o presente, se anima,
O acasalamento satisfaz.


Um nome seria bom dar,
A essa criaturinha de estimação,
Que veio para conquistar,
O colégio, com sua afeição.


A garotada se entusiasmou,
Com o amor da corujinha.
Pra casa quase a levou,
Pra dela receber, o olhar com carinho.


(((o)))o(((o)))o(((o)))

Chegou Edumanes:

Tunin, o autor,
do poema Corujinha
o escreveu com amor
num dia, quase à noitinha!

Estava triste a Corijinha,
logo, a seguir ficou contente
dos olhos transparente
deixou cair uma lágrimazinha.

De tristeza, não foi não,
foi uma lágrima de alegria
porque o Tunin tem razão
nos encanta a sua poesia!

12 comentários:

  1. Poesia muito enternecedora.
    As corujas transportam mistérios.
    Delas não nos deixam aproximar.
    Suas garras são afiadas
    E se muito nos acercamos
    As mãos nos põem a sangrar.

    ResponderExcluir
  2. São misteriosas,mas muitas vezes dão sorte.rsrs.
    bjs Chica
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Nunca vi uma de pertinho rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Que poesia mais doce cara amiga Chica.
    Eu amo as corujas, acho-as lindas, aqui no nosso quintal sempre aparece uma em cima do muro a noite, adoroooo.
    Grande beijo no coração sempre.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Chica, pelo seu carinho de sempre. Prestigia-me publicando os meus ensaios de poesias. Você é mesma uma amiga para se guardar do lado esquerdo do peito. Deus lhe abençoe e guarde!
    Abração.

    ResponderExcluir

  6. Tunin, o autor,
    do poema Corujinha
    o escreveu com amor
    num dia, quase à noitinha!

    Estava triste a Corijinha,
    logo, a seguir ficou contente
    dos olhos transparente
    deixou cair uma lágrimazinha.

    De tristeza, não foi não,
    foi uma lágrima de alegria
    porque o Tunin tem razão
    nos encanta a sua poesia!

    Boa quarta-feira, um abraço para o amigo Tunin,
    outro para amiga Chica,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  7. Chica, avise o Tunin que desde criança sou apaixonda por coruja em versos então o meu amor fica maior. Abraços Poéticos desta CaipiracicabANA fá da coruja igrejeira...e de todas as outras corunas.

    ResponderExcluir
  8. Linda poesia, Tunin!
    Me lembro que uma vez estava em um hotel que havia várias corujas, era bem legal vê-las de noite!
    Bjs do Neno

    ResponderExcluir
  9. Que linda poesia, já vi uma bem d epertinho e sou fã delas.

    ResponderExcluir
  10. Olá,querida Chica
    Bom ler sobre corujas em forma de versos!!!
    Todos os dias as vejo quando caminho.... tem mãe e filhinha ou será menino? rs...
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  11. Ainda bem que nenhum menino a levou para casa. O lugar dela é na Natureza. Linda demais.
    Beijinho
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga, esqueci-me de dizer que indiquei o Sementinhas para Crianças para a 3ª Xícara de Ouro da Patrícia Galis, que distinguirá os melhores blogs de 2014. Boa sorte!

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥