♥O Papagaio Pirata ♥





O PAPAGAIO PIRATA
Hull de la Fuente

Sou um papagaio forte
Eu nasci para lutar
Nos mares do Sul e Norte
E tesouros conquistar.

Sou intrépido e bonito
o mar é a minha casa
voo solto no infinito
sou um pirata que arrasa.

Só faço uma restrição
é algo que me apavora
o terrível gavião
que toda ave devora.

Por isso o meu navio
nunca aporta no Ceará
falo assim, pois não confio,
no guloso Carcará.

Sei que lá pode estar
a minha doce princesa
num coqueiro a esperar
em praias de Fortaleza.

No ombro de Dom Justino,
chefe da nossa esquadra,
o medo eu abomino
enfrento qualquer armada.

Minha língua é curupaco
curupaco, sim senhor,
é curu-pa-co, pa-paco*
falado com todo ardor.





(*) A linguagem do papagaio da minha infância, seu nome era simplesmente "Louro". Ele recitava sempre os mesmos versos que minha avó ensinou:

"Curupaco-papaco
a mulher do macaco
ela pula ela grita
ela fuma tabaco."

Hull de la Fuente

6 comentários:

  1. Uma poesia encantadora e muito fofa.
    bjs amiga Chica e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Lembranças eternas que a gente carrega.
    Fofa essa história.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. Lindas lembranças. adoro papagaios, minha infância foi ao lado de alguns que falavam e encantavam. belo poema da Hull, Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Chica, muito legal a poesia da Hull!
    Adorei esse papagaio!
    Bjs Pedrinho

    ResponderExcluir
  5. Que beleza de poesia, inteligente, sensível e envolvente...

    E o papagaio da infância de Hull de La Fuente é igualmente esperto!

    Beijos às duas com carinho!

    ResponderExcluir
  6. Minha avó tinha um curupaco. Ela tinha um carinho especial por ele e por plantas diferentes. Gosto muito, Chica das lembranças da minha infância. A autora caprichou nos versinhos. Beijos! Tudo de bom!

    ResponderExcluir

♥ ♥ ♥ Fico feliz de te ver aqui, falando comigo!beijos,chica ♥ ♥ ♥